quarta-feira, 30 de abril de 2008

POESIA PARA TRABALHAR AS PROFISSÕES...

Tão

.

Tão bom barbeiro
que cortava até juba de leão.

Tão bom bombeiro
que apagava até fogo de vulcão.

Tão bom veterinário
que fazia condor ficar se dor.

Tão bom professor primário
que transformava um burro num doutor.

Tão bom atleta
que só ouvia dizer: "Venceste!"

Mas não tão mau poeta
que escrevesse um poema como este.


José Paulo Paes

POESIA PARA TRABALHAR AS PROFISSÕES...

Emprego

Vamos arranjar um emprego
para o bicho-preguiça?
_Que tal carteiro?
_Aí ninguém recebe cartas.
_Que tal bombeiro?
_Aí o fogo queima tudo.
_Que tal maquinista?
_Aí o trem nunca mais chega.
_Que tal dentista?
_Aí ficamos todos banguelas.
_Então só se for emprego
de bicho preguiça no zoológico.
_Isso mesmo!
_Lógico!

José Paulo Paes

POESIA PARA TRABALHAR AS PROFISSÕES...

Profissões

O MARUJO
Marinheiro pequenino
Bebeu água ao se deitar.
Acordou de madrugada:
a sua cama era um mar.

O CARPINTEIRO
Bate bate martelinho
Mas não bata feito cego.
Cuidado com o meu dedo
Que o meu dedo não é prego.

O BOMBEIRO
Blen Blen Blen Blen
Quem vem? quem vem?
É o bom bombeiro
e vem ligeiro.
Alguém o chama
pra apagar a chama.
Ele vem que vem
Blen Blen Blen Blen.

POESIA PARA TRABALHAR AS PROFISSÕES...

O MÉDICO

Para o médico, o corpo
não tem segredos:
é como uma fábrica,
uma orquestra,
uma casa com os móveis
todos no lugar.

O sangue corre nas veias
como um disciplinado rio.
O pulso bate com precisão,
afiado relógio marcando a vida.

Se alguma coisa se move
erradamente,
se alguma coisa se quebra,
o médico bota o corpo de castigo,
e vai escrevendo receitas
como cartas que o corpo entendesse.

Roseana Murray

ESQUISITICES

Em Jataí
É proibido fazer xixi.

Em Catiporâ
È proibido casar com rã

Em Jaboticabal
È proibido comida com sal

Em Salvador
è proibido sentir dor

Em São Expedito
è probido comer mosquito

Em Guarabobô
è proibido fazer cocô

Em Guaxupé
É proibido cheirar chulé

Em Aquidauir
È proibido proibir

Sergio Capparelli.

Quando trabalhei com meus alunos essa poesia, eles fizeram novos versos usando outros nomes de cidade e rimando palavras com eles, ficou muito legal e divertido....

terça-feira, 29 de abril de 2008

ATIVIDADES DIA DAS MÃES










ATIVIDADES DO PICASSA DA TATIANE











Atividades que peguei no Picassa da Tatiane...

MÃE,
VOCÊ É TUDO
PARA MIM!!!!!!!!!!!!!!

CARTÃO PARA AS MÃE

MAMÃE,
VOCÊ PARA MIM
É UMA FLOR!!!!!!
Uma mulher chamada Anne foi renovar a sua carta de condução.
Pediram-lhe para informar qual era a sua profissão. Ela hesitou, sem saber bem como se classificar.
- "O que eu pergunto é se tem um trabalho", insistiu o funcionário.
- "Claro que tenho um trabalho", exclamou Anne. "Sou mãe."
- "Nós não consideramos 'mãe' um trabalho. 'Dona de casa' dá para isso", disse o funcionário friamente.
Não voltei a lembrar-me desta história até o dia em que me encontrei em situação idêntica.
A pessoa que me atendeu era obviamente uma funcionária de carreira, segura, eficiente, dona de um título sonante, do género 'oficial inquiridor'.
- "Qual é a sua ocupação?" perguntou.
Não sei o que me fez dizer isto; as palavras simplesmente saltaram-me da boca para fora:
- "Sou Pesquisadora Associada no Campo do Desenvolvimento Infantil e das Relações Humanas."
A funcionária fez uma pausa, a caneta de tinta permanente a apontar para o ar, e olhou-me como quem diz que não ouviu bem. Eu repeti pausadamente, enfatizando as palavras mais significativas.
Então reparei, maravilhada, como ela ia escrevendo, com tinta preta, no questionário oficial.
- "Posso perguntar", disse-me ela com novo interesse, "o que faz exactamente nesse campo?"
Calmamente, sem qualquer traço de agitação na voz, ouvi-me a responder:
- "Tenho um programa permanente de pesquisa (qualquer mãe o tem), em laboratório e no terreno (normalmente eu teria dito dentro e fora de casa). Trabalho para os meus Mestres (toda a família), e já passei quatro provas (todas meninas). Claro que o trabalho é um dos mais exigentes da área das humanidades (alguma mulher discorda???) e frequentemente trabalho 14 horas por dia (para não dizer 24...).
Houve um crescente tom de respeito na voz da funcionária que acabou de preencher o formulário, se levantou, e pessoalmente me abriu a porta.
Quando cheguei a casa, com o troféu da minha nova carreira erguido, fui cumprimentada pelas minhas assistentes de laboratório - de 13, 7 e 3 anos. Do andar de cima, pude ouvir a minha nova modelo experimental (uma bebé de seis meses) do programa de desenvolvimento infantil, testando uma nova tonalidade da voz.
Senti-me triunfante! Tinha conseguido derrotar a burocracia! E fiquei no registo do departamento oficial como alguém mais diferenciado e indispensável à humanidade do que "uma simples mãe"!
Maternidade... Que carreira gloriosa! Especialmente quando se tem um título na porta. Assim deviam fazer as avós: "Associada Sénior de Pesquisa no Terreno para o Desenvolvimento Infantil e de Relações Humanas" e as bisavós: "Executiva-associada Sénior de Pesquisa". Eu acho!!! E também acho que para as tias podia ser "Assistentes associadas de Pesquisa"



segunda-feira, 28 de abril de 2008

MAMÃE VOCÊ MORA
NO MEU CORAÇÃO

ORIGEM DO DIAS DAS MÃES















Qual a origem do Dia das Mães?

A mais antiga celebração do Dia das Mães tem origem mitológica. Na Antiga Grécia, a entrada da primavera era festejada em honra a Rhea, esposa de Cronus e mãe de Zeus , considerada a Mãe dos Deuses.

Bem mais tarde, no início do século XVII, a Inglaterra começou a dedicar o quarto domingo da Quaresma às mães das operárias inglesas. Este dia ficou conhecido como o Mothering Sunday (Domingo das Mães). Nesse dia, as trabalhadoras tinham folga para ficar em casa com as mães e levavam o mothering cake, um bolo, de presente para elas.

Nos Estados Unidos, as primeiras sugestões em prol da criação de uma data para a celebração das mães foi dada, em 1872, por Júlia Ward Howe, autora da letra do hino do país. Seria, na concepção dela, um dia dedicado à paz.Mas foi outra americana, Ana Jarvis, da Filadelfia, que em 1907 iniciou a campanha para instituir o Dia das Mães. Ana perdeu sua mãe e entrou em grande depressão. Preocupadas com aquele sofrimento, algumas amigas tiveram a idéia de perpetuar a memória de sua mãe com uma festa. Ana quis que a homenagem fosse estendida a todas as mães, vivas ou mortas. Em pouco tempo a comemoração se alastrou por todo o país e, em 1914, sua data foi oficializada pelo presidente Woodrow Wilson: dia 9 de maio, o segundo domingo de maio.

No Brasil, o Dia das Mães foi introduzido pela Associação Cristã de Moços (ACM), em maio de 1918. A data passou a ser celebrada no segundo domingo de maio, conforme decreto assinado, em 1932, pelo presidente Getúlio Vargas. Em 1949, vários proprietários de lojas de São Paulo, lançaram uma grande campanha publicitária incentivando a compra de presentes para as mães e o hábito de presentear as mães ganhou impulso.


1º de maio: Dia Internacional do Trabalho


Trabalhar sem cansar!
Dia 1º de Maio é o Dia Internacional do Trabalho. É um dia celebrado em numerosos países do mundo, sendo feriado nacional em muitos deles.

No dia 1 de Maio de 1886 realizou-se uma manifestação de trabalhadores nas ruas de Chicago nos Estados Unidos da América. Essa manifestação tinha como finalidade reivindicar a redução da jornada de trabalho para 8 horas diárias e teve a participação de centenas de milhares de pessoas. Nesse dia teve início uma greve geral nos Estados Unidos.

A 23 de Abril de 1919 o senado francês ratifica o dia de 8 horas e proclama o dia 1º de Maio desse ano feriado. Em 1920 a Rússia adota o 1º de Maio como feriado nacional, e este exemplo é seguido por muitos outros países.

Alguns países celebram o Dia do Trabalho em datas diferentes de 1º de Maio:
Austrália: A data de celebração varia de acordo com a região: 4 de Março na Austrália Ocidental, 11 de Março no estado de Vitória, 6 de Maio em Queensland e Território do Norte e 7 de Outubro em Canberra, Nova Gales do Sul (Sydney) e na Austrália Meridional.
Estados Unidos: Celebram o Labor Day na primeira segunda-feira de Setembro.

domingo, 27 de abril de 2008

video
video










DA PRIVADA ATÉ O CANO

DO CANO ATÉ OUTRO RIO

DO OUTRO RIO ATÉ O MAR

DO MAR ATÉ A NUVEM

ILUSTRAÇÃO DA PEDAGOGA
FABIANE DINIZ DOMINGOS - PIRAJUBA MG

DA TORNEIRA PARA O FILTRO

DO FILTRO PARA O COPO


DO COPO PARA A BOCA

DA BOCA ATÉ A BEXIGA

DA BEXIGA ATÉ A PRIVADA


DO CANO ATÉ O RIO


DO RIO ATÉ A CACHOEIRA

DA CACHOEIRA ATÉ A REPRESA


DA REPRESA ATÉ A CAIXA D"ÁGUA

DA CAIXA "ÁGUA ATÉ A TORNEIRA

ÁGUA

DA NUVEM ATÉ O CHÃO

DO CHÃO ATÉ O BUEIRO

DO BUEIRO ATÉ O CANO



sábado, 26 de abril de 2008

Se Todas as Coisas Fossem Mãe


Se a lua fosse mãe, seria mãe das estrelas.
O céu seria sua casa, casa das estrelas belas.

Se a sereia fosse mãe, seria mãe dos peixinhos.
O mar seria um jardim e os barcos seus carrinhos.

Se a casa fosse mãe, seria a mãe das janelas.
Conversaria com a lua sobre as crianças estrelas
Falaria de receitas, pastéis de vento, quindins.
Emprestaria a cozinha pra lua fazer pudins !!!!

Se a terra fosse mãe, seria a mãe das sementes.
Pois mãe é tudo que abraça, acha graça e ama a gente.

Se uma fada fosse mãe, seria a mãe da alegria.
Toda mãe é um pouco fada...
Nossa mãe fada seria.

Se a bruxa fosse mãe, seria uma mãe gozada;
Seria a mãe das vassouras, da família vassourada.

Se a chaleira fosse mãe, seria a mãe da água fervida,
Faria chá e remédio para as doenças da vida.

Se a mesa fosse mãe, as filhas, sendo cadeiras,
Sentariam comportadas, teriam boas maneiras.

Cada mãe é diferente. Mãe verdadeira ou postiça,
Mãe vovó ou mãe titia, Maria, Filó, Francisca,
Gertrudes, Malvina, Alice.

Toda Mãe é como eu disse!

Dona Mamãe ralha e beija, erra, acerta,
arruma a mesa, cozinha, escreve, trabalha fora,
Ri, esquece, lembra e chora,

Traz remédio e sobremesa...

... Tem até pai que é "tipo mãe"...

Esse, então, é uma beleza !

Assim é a minha mãe !

ESCOLA DA VIDA

Conta-se que vários bichos decidiram fundar uma escola. Para isso reuniram-se e começaram a escolher as disciplinas. O Pássaro insistiu para que houvesse aulas de vôo. O Esquilo achou que a subida perpendicular em árvores era fundamental. E o Coelho queria de qualquer jeito que a corrida fosse incluída.

E assim foi feito, incluíram tudo, mas... Cometeram um grande erro. Insistiram para que todos os bichos praticassem todos os cursos oferecidos. O Coelho foi magnífico na corrida, ninguém corria como ele.
Mas queriam ensiná-lo a voar. Colocaram-no numa árvore e disseram: "Voa Coelho". Ele saltou lá de cima e "pluft"... Coitadinho! Quebrou as pernas. O Coelho não aprendeu a voar e acabou sem poder correr também.

O Pássaro voava como nenhum outro, mas o obrigaram a cavar buracos como uma toupeira. Quebrou o bico e as asas, e depois não conseguia voar tão bem, e nem mais cavar buracos
SABE DE UMA COISA?
Todos nós somos diferentes uns dos outros e cada um tem uma ou mais qualidades próprias. Não podemos exigir ou forçar para que as outras pessoas sejam parecidas conosco ou tenham nossas qualidades.

Se assim agirmos, acabaremos fazendo com que elas sofram, e no final, elas poderão não ser o que queríamos que fossem e ainda pior, elas poderão não mais fazer o que faziam bem feitos.

RESPEITAR AS DIFERENÇAS É AMAR AS PESSOAS COMO ELAS SÃO!